Amigos, como podem ver, eu sou um pato simpático. Acompanhei o Tomás pelos jardins da Gulbenkian e o Ventor pediu autorização para me fotografar. Servi de guia ao Tomás que se fartava de rir sempre que eu tentava apanhar alguma coisa debaixo de água e ficava de rabo para o ar a assenar.

 pato3.jpg

 

Depois enchi-me de coragem, saí da água e acompanhei o Tomás e o Ventor pelo jardim. Claro que para tudo há uma paga e não sendo eu de regime capitalista ou outro, tenho de viver com eles. Acompanhei-os e o Tomás ia pagando a minha companhia com bocaditos de bolo. Claro que eu sou um pato de bem e quando o bolo acabou continuei com eles pois não sou pobre e mal agradecido. Para mim, amigos são amigos!

 Tomas.jpg

 

Pato e Tomás E assim, ajudei o Ventor a preencher mais uma das suas páginas brancas e o Tomás a conhecer melhor o mundo de que faz parte. Eu fico por aqui a ver se aparecem mais amigos como estes e sei que voltam sempre. Cá esperarei o Tomás e o Ventor pois já ficamos "amigos para sempre".

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

publicado por Ventor às 11:49