Na Rota de Apolo

Na Rota de Apolo





Na Rota de Apolo, como o Vexiloide de Alexandre Grande



Planeta Azul - Na Rota do Lince Ibérico

O Lince Ibérico, retirado da Wikipédia atribuído ao "Programa de Conservación Ex-Situ del Lince Ibérico

Luis de Camões nos Jerónimos

Esclarecer o "Porquê"?

03.07.13

"Esclarecer", é tudo o que posso pedir às gentes do CDS. Esclarecer o povo português! Porquê?

É verdade meus senhores!

Esclarecimento ao povo português é o mínimo que o vosso partido deve fazer. Por uma questão de respeito, por um questão de ética, por uma questão de verdade. O povo precisa de saber, claramente, porque é que o "Paulinho das feiras", transformou a responsabilidade do vosso partido, numa palhaçada, tipo tasquinha, a "Ginginha do Rossio" nos tempos em que os retornados enchiam a Praça do Rossio ou D. Pedro IV, se preferirem.

 

Nesses tempos, o CDS tinha alguma honra e teve a coragem de lutar contra essa Constituição que nasceu abortada. Pudera! É uma prenda do 25 de Abril. E o 25 de Abril, para aqueles que se recordam, deu origem a muitos retornados que vieram afogar as suas tristezas, originadas por capangas sem miolos de algumas internacionais, na dita Ginginha. Eu via-os e ouvia-os por lá!

 

Depois de tanta mixórdia, passados tantos anos, o CDS está a tornar-se parceiro desses irresponsáveis todos, usando as mesmas tatuagens politiqueiras de uns incompetentes políticos que têm grassado neste país. Alguns até deviam ter vergonha de abrir a boca mas, todos os dias cospem porcaria quanto baste para os papéis ou microfones. Parece-me, ser para isso, que o Paulinho das Feiras tem estado a carregar o CDS. Talvez me faça recordar um tipo Campelo, daqueles que vendem a Pátria por 30 dinheiros ou por meia dúzia de queijos flamengos.

 

Eu sei, toda a gente sabe, que indivíduos da estirpe do Paulinho têm recaídas constantes e não me parece que seja para bem do país, desse partido ou dele próprio. Por isso, e uma vez que o CDS-PP se comprometeu a formar uma coligação para quatro anos, não seria provável que um tipo de um partido, lá porque amuou, se transforme na desgraça efectiva da nação que jurou defender. No modo como retirou o suporte ao Governo, só prova a mim e à maioria dos portugueses que não passa de mais um político irresponsável como a maioria que graça nesta horta Atlântica de Portugal.

 

 
Adoro o coaxar das rãs, odeio o grasnar dos políticos que não passam de aves de arribação. Todos ou quase, podiam arribar a outras paragens

 

Eu calculo que não deverá ser fácil ter o Passos Coelho como parceiro de caminhada, todos os dias e a todas as horas, mas há situações em que não podemos amuar e esta hora é uma hora dessas. Neste momento flutuamos mediterrâneo fora, para encostar à Grécia. Vasta ver a evolução dos mercados, tudo devido à teimosia de dois birrentos. Os partidos devem meter esses dois na ordem porque não podemos mais brincar às políticas do faz de conta. Um sai, embirrando com o outro e o outro fica armado em figurão à espera de o apearem e não sair pelo seu próprio pé, julgando-se vir a ser um herói. Não gosto nem de um nem do outro mas, não me esqueço que também não gosto desses figurões dos outros partidos que tão bem sabem falar e que nada sabem fazer e, quando os deixam fazer, fazem tudo mal.

 

Não me esqueço dos queijos do Campelo! Ajudaram um Orçamento que iniciou o terceiro afundanço deste país e não posso com os subterfúgios políticos de saberem tudo e, na hora da posse, os partidos nunca sabem de nada. Tenho visto isso em todas as eleições e em todos os partidos. Por isso eu já não acredito em  qualquer cambada da esquerda à direita. É essa a razão que me leva a não querer eleições antecipadas. Apenas porque já não acredito naqueles que não passam de uns falhados e o Portas é mais uma razão!

 

Apenas deixo aqui o meu apreço ao Guterres pelo reconhecimento de ter errado.

Vá lá meus senhores, resolvam  essa alhada!

 

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

tags:
publicado por Ventor às 20:08

À Procura de Sonhos

24.06.13

Todos ficamos a saber que, no sábado passado se iria realizar, em Alcobaça, creio que no Mosteiro de Alcobaça, um Conselho de Ministros Extraordinário. Pois seria, Extraordinário!

 

Ora, um Conselho de Ministros Extraordinário, pressupõe, sempre, algo de extraordinário. Por exemplo: alguém ter caído da cadeira e ter de ser substituído nem que fosse pelo meu gato - o Pilantras. Se calhar faria o mesmo trabalho! Como nada disso aconteceu e não ficamos a saber de qualquer outro acontecimento, não sei porque foi extraordinário e muito menos porquê, tão longe. Esta malta política faz tudo para me manter um sorriso de escárnio no rosto.

 

 

Inês de castro, jaz em Aljubarrota

 

Estou farto de matutar que não será para me darem um sorriso desses. Não acredito! Mas alguma razão deve ter havido!

Será que foram pedir ajuda às almas dos monges de Cluny para os iluminar nesta saga austera de conseguirmos manter a Lusitanidade? Nem os monges massacrados, em 1195, pelos árabes vindos de Marrocos, quando aqueles construíam o Convento ... Não creio que os monges se fossem preocupar com isso, agora que devem manter, lá por cima, as almas sossegadas.

 

 

Foi por vícios da política que ela foi assassinada. Ela perante os algozes

 

Contar se os cêntimos que tinham nos bolsos daria para pagar o subsídio de férias que tanto jeito daria a tanta gente? Também não acredito a não ser que, para já, tentassem recuperar os subsídios já pagos por algumas instituições que, por pena ou por interesses políticos, nos votos futuros, sabendo que vinha mais um decreto desmiolado, com retroactividade desde Janeiro, para sacarem, as massas tão desejadas. Até o meu gato tapou os olhos com as patas para não ver o que eu escrevo e tenta tapar os ouvidos com as outras duas para não ouvir o que eu digo.  

 

Mas então que terá acontecido?

Será porque está em voga falar-se do xisto betuminoso (rocha sedimentar de grão fino) e a área de Alcobaça-Batalha, também está em voga quanto à existência dessas jazidas?

Mesmo assim, aposto que, deslocando-se essa "tropilha" toda para Alcobaça, para estar mais perto e, com o filing do cheiro do xisto betuminoso, dos seus arredores, com mapas das jazidas sobre a mesa de pedra da cozinha dos monges, explicações de especialistas, por meios audiovisuais e ferramentas quebra-xistos, mesmo à mão, eles não ficariam a saber mais do que eu! Para isso, não necessitavam de se deslocar da área de Lisboa! Mesmo se quisessem saber se as nossas reservas de xisto betuminoso era superior às reservas da Senhora Merkel, não precisavam de se deslocar lá porque, por enquanto, tudo não passa de possibilidades avulsas!

 

 

Claustros do Mosteiro de Alcobaça

 

Se foram para fazer uma visita turística ao Convento de Alcobaça, podiam ser mais discretos. Metiam-se nos "vossos carrinhos", pediam uma planta do Convento e não precisavam de se escudar com o pomposo título de Conselho de Ministros Extraordinário. Se não foi assim, para evitar que qualquer fala-barato como eu, invente coisas que a nossa amiga Fátima Campos Ferreira possa levar para os Prós e Contras procurando alguma explicação.

 

Vá, digam  cá ao Zé Povinho, que ninguém nos ouve, que foram fazer a Alcobaça? Parece que agora têm aí um ministro que sabe explicar bem essas coisas! Ou será que não sabe? Ou não pode?

 

Bem, mas ... "quem passa por Alcobaça" ...

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

tags:
publicado por Ventor às 14:07

O Sonho de ser Feliz

06.04.13

Não!

Não temos o direito de sonhar?

Não teremos, pelos vistos!

 

Num país onde só existem uma espécie de jagunços, tantos que quase nos conseguem cercar, todos os dias a todas as horas, parece mesmo ser proibido sonhar com o futuro, um futuro melhor, um futuro justo onde todos caibamos nas mesmas folhas dos direitos, dos deveres e das obrigações.

 

Senão, vejamos!

Há 38 anos, um punhado de homens, com boa ou má fé, conseguiram sonhar que, de facto, havia outros trilhos, para outras caminhadas. Aí, por dentro ou por fora dessa tal boa fé, mais ou menos convencidos de que sonhar não era impossível, gritaram basta!

Porém, o sonho, de cada um, foi sendo, pelos anos fora, transformado em pesadelo.

 

Todos gritaram, todos barafustaram que agora, já não estávamos sós, já caminhávamos na senda dos bons, que saímos do isolamento, de um certo ostracismo a que o mundo nos tinha votado, que a Europa estava connosco e nós estaríamos com ela e, para nosso bem, iríamos caminhar de mãos dadas.

 

Todos esqueceram que nós éramos um país livre, que não estávamos votados a nenhum ostracismo e que, aparte, a peripécia da algazarra internacional contra a nossa permanência em África, caminhávamos bem e de mãos dadas com o mundo e não apenas com essa velha caduca a que, um dia, os homens chamaram Europa.

 

Mas meia dúzia de sonsos, aparentemente políticos, todos aqueles a que eu chamei e continuo a chamar políticos de caca, torcidos e retorcidos na senda do oportunismo, acharam que a Europa era a mão para, a ela agarrados, trilharmos o mesmo caminho. Aquilo a que então chamaram de caminho solidário.

 

Foi solidário foi! É solidário é! Vejamos!

A troco de meia dúzia de "éros", como dizia um vendedor de hortaliças de Colares, eles foram desintegrando, taco a taco, tudo aquilo que Portugal tinha para sua glória futura. Mas esses politiquinhos ou politiqueirinhos que tal como o Mário Soares e muitos daqueles que lhes seguiram no encalço, nunca tinham feito nada, nada fariam, então, para manter o país com a coluna vertebral levantada e pela via do trabalho erguer o seu futuro.

Delapidaram tudo e, depois, venderam-no por trinta dinheiros. Dinheiros esses que tinham o nome de "subsídios"! Subsídios para isto, subsídios para aquilo, enfim, ... tudo que todos sabemos. Subsídios para liquidar as nossas indústrias, a nossa agricultura, as nossas pescas, ... tudo!

 

"Nós damos-vos umas coroas que se irão chamar Ecus e, depois, vocês mandam-nos os Ecus para trás e nós fornecemos-vos tudo o que necessitarem. Assim, vós não precisareis de nada! Nós produzimos e vocês vão-se entretendo a esfregar o rabo na areia a gerir a manutenção do essencial e, assim, todos seremos felizes".

 

Foi assim que o novo Portugal, saído do 25 de Abril, foi forjado! Por um vírus de incompetências. Os subsídios para a Formação eram tantos que forjaram doutorzecos feitos à pressa com uns examezitos "adoc" que não terão sido um mero acaso do rescaldo abrilista! Pelo que ouvimos e acreditando em todos aqueles que vão cuspindo saliva nessa nova "profissão" de comentadores, o rega-bofe dos doutorzecos e enginheirecos, continua bem e, pelos vistos, recomenda-se! Parece mesmo que é o que está a dar! 

 

Depois, em nome da qualidade e da liberalização, foram inventando novos parasitismos como essas organizações chamadas reguladoras, pagas a peso de ouro, tirado como todo o outro daqueles poucos que, afinal são quem o produzem, esquecendo-se que os produtores, cada vez são menos.

Entretanto, nas "caminhadas abortadas", saídas do 25 de Abril, também foram criadas as chamadas Comissões de Fixação de Vencimentos para nos mandarem poeira para os olhos. Estas comissões não permitirão abusos nos vencimentos dos Gestores que, lentamente e gulosamente, com esse nome pomposo, apenas nos informam, àqueles que não somos cegos nem surdos, que tudo vai bem no reino da Delapidação, onde se paga a estroinas ditos gestores com nomes pomposos como o CEO (Chief Executive Officer) ou o Chairman (o homem da cadeira).

 

Toda essa gente é paga a peso de ouro e, certamente, muitos deles nem a peso de cobre deviam ser pagos. Não é por acaso que, Portugal com tão pouca produção, tem os ordenados do topo mais elevados deste mundo. Sabem porque é que isto acontece? Não sabem? Não acredito! Não é por acaso que pagamos tudo mais caro em Portugal. Passamos a vida a alimentar chulos!

 

Depois, os sem vergonha, continuam no seu rega-bofe como se nada se passe! Vocês não sabem porque o Governo do Passos Coelho insistiu no Orçamento de 2013 com os mesmos erros do Orçamento de 2012, mesmo depois de chumbado pelo Tribunal Constitucional? Porque em Portugal não há responsabilidade para nada! Só por isso! 

Fizeram o orçamento, deram o mezito do subsídio de Natal aos pensionistas e funcionários públicos, roubaram-lho por outras portas e travessas e prepararam-se para ficar com o outro mezito de férias, sem delongas. Agora eu faço uma pergunta: "e se apetecesse a esses sem vergonha continuar a ficar com o mezito de férias"? 

Que faria o Tribunal Constitucional? Que faria o Presidente da República? Que faríamos nós?

Nada pois claro!

 

 

 

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

publicado por Ventor às 21:02

Os Resgates

18.03.13

Já cheiram mal as formas que a Europa inventa para fazer resgates!  

Então, na questão cipriota é de bradar aos céus.

As pessoas, colocam as suas economias nos bancos e, posteriormente, por portas e travessas, aparecem uns bichocaretos ditos europeus que, inventam mil e uma formas de fazer os respectivos resgates ou roubos, se preferirem.

Desta vez, mais uma vez, estou de acordo com as gentes do Putin. Dizem que a Rússia está alarmada mas eu também estou!

 

Pois. Ditos europeus!

Será que são mesmo europeus ou fazem parte das escórias internacionais a que os povos chamam de "camorras"?

É o que mais me tem parecido, uma espécie de "camorras" oficiais.

 

Eu, como sou do povo, muito simplesmente não percebo porque é que os políticos não são responsabilizados pelos seus desaires. Não percebo como há gente a ganhar milhões e a deixarem andar a coisa, porque, até pode ser que resulte.

 

Sabem o que eu penso?

Penso que nada tem a ver com a Grécia, com a Irlanda, com Portugal, com a Espanha, com a Itália e outros que, como a França, já iniciaram a descida do plano inclinado.

Algo está mal.

O melhor é mandar a Europa às malvas!

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

tags:
publicado por Ventor às 14:16

Os Alienados

16.02.13

Estive a pensar que título devia dar a este meu post e, depois de pensamentos que me levariam a ser igual aos responsáveis deste país, desisti e resolvi chamar-lhes "Os Alienados".

 

Nos últimos anos e esquecendo as conotações partidárias, esquerda, direita, centro, etç., só posso pensar que Portugal, tem estado a ser governado por alienados mentais. Eu tento não ouvir esses maltrapilhas imorais a que chamam políticos mas, de vez em quando, sou obrigado a gramá-los! Foi o caso de ontem. Acabei por dedicar grande parte do meu tempo a ouvir as conversas desses maltrapilhos.

Foi apenas para ver se conseguia fazer uma síntese onde conseguisse aproveitar qualquer coisa de interesse para este país. Mas não! Apenas consegui obter palavras impróprias para usar e sem qualquer dignidade para usar nos meus blogs.

 

Conclui, então, que Portugal tem sido governado por homens pindéricos que vão sobrando aqui e ali e que nós temos a inglória de os escolher como homens de bem para governar o país. Pudera! Não temos outros!

Analisados quase todos eles, na sua vida governativa ou seus coadjuvantes, conclui que não passam de pessoas, cuja maioria nunca fizeram nada e sempre viveram à custa de pais e avós. Por isso, estas gentes, nunca podem ser bons governantes!

Nunca fizeram a ponta de um corno a não ser, pendurarem-se nos seus protectores que agora acabam por ter a sua paga, por ajudarem a criar monstros. Eles estão-se nas tintas para os seus avós e para os avós dos outros. Uns já deram o que tinham a dar e outros que se lixem eles e o que deram.

 

 

O que o país precisava ...

 

É o que tem feito o Governo de Passos Coelho. Roubar o cidadão, tanto quanto puder para agradar a pulhas que não percebem nada deste país nem dos deles.

Roubam pessoas que passaram a vida a trabalhar e que nunca lhe pagaram um ordenado condigno, alimentando-lhes a esperança com alguns rebuçados para que, mais sobrasse para pulhas semelhantes aos actuais enchessem o cu!

Foi o que aconteceu pelos anos fora.

Dou como exemplo, algumas poucas regalias que os trabalhadores foram obtendo em troca de menos ordenado. Caso dos trabalhadores da CP e muitos outros que, nos meus tempos de trabalho eram considerados como direitos adquiridos e que as empresas que ainda abraçavam alguma dignidade por aqueles que tudo lhe deram e as foram mantendo.

 

Dou como outro exemplo o direito que deveria ser inalienável dos reformados.

Os reformados passaram a vida a descontar para, quando chegassem à tal idade negociada, tivessem a sua reforma. Para isso abdicaram de muitas coisas nas suas caminhadas para fazerem esse pé de meia para a velhice e, agora, chegam os tais alienados a lhes mostrarem que se estão nas tintas para os sacrifícios que fizeram e que a altura dos sacrifícios chegou agora.

 

Isto é gente para se estar nas tintas para os direitos mais sagrados dos trabalhadores que tudo fizeram, acordado com o estado, para na velhice terem o seu pé de meia. Por isso eu digo que os trabalhadores de Portugal, que sempre se sacrificaram para alimentar as chulices do Estado, chulices alargadas com o "charme" do 25 de Abril, como podemos ver pelas reformas chorudas que uns e outros foram enchendo o rabo, como se tem visto pelos deputados que vivem sacrossantos às nossas custas na Assembleia da República onde conseguiram benefícios de reformas "gatunas" e para isso sempre estiveram de acordo, vermelhos, cor de rosa, azuis ...

 

 

... mas, estamos assim!

 

No entanto, não são capazes de se organizar para meter este país nos eixos, limitando-se a defenderem as suas damas por mais vergonhosas que elas sejam. Não é por acaso que me enoja ouvir as estirpes que sustentam governos tão vergonhosos como eles.

Mete-me nojo o Passos Coelho e sua comitiva, metem-me nojo os "Seguros" que também deviam ter vergonha do que fizeram ou permitiram que se fizesse e metem-me nojo todos os outros que se limitam a falar de coisas que não interessam à custa de quem lhes paga.

No fundo, cada um à sua maneira, todos se estão nas tintas para o povo.

Por isso, por uns motivos e por outros, os classifico de "Cambada de Alienados Mentais"!

 

Penso que já disse uma vez por aqui, ao Passos Coelho e sua comitiva que deviam fazer as malas e ir-se embora e estava certo. É uma vergonha o que esta gente se propõe fazer, cada vez que se levantam a pensar como devem ir buscar dinheiro ao contribuinte.

Facturas para o cafèzinho? Quantas vezes, aproveitando o minuto ou o segundo, pelos anos fora e ainda hoje, eu e tanta gente, já vamos com o troquinho na mão para o café para não perder tempo, quanto mais ficar na bicha a pedir a factura!

São ou não são alienados?

 

Até nisso, essa malta arrisca fazer descer as receitas!

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

tags:
publicado por Ventor às 13:12

mais sobre mim

Nelumbo_nucifera3DP.jpg

Um botão da flor de Lótus

Nelumbo_nucifera1DP.jpg

A flor de Lótus desabrochada

Flying_Lucanus_cervusDP.jpg

A vaca Loura (lucanus Cervus)

Altamira,_bisonDP.jpg

O meu amigo de Altamira

pesquisar

 

Dezembro 2015

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

arquivos

subscrever feeds