Tenho estado atento. Não parece, mas tenho!

Ainda não ouvi o PS reconhecer que fez a caca onde as moscas pousaram. O PS caminhou galhardamente para o PEC 4 que ainda não nos cortava o 13º mês e outras coisas mas tudo rodava intensamente no plano inclinado das nossas desgraças.

Depois houve o homem que meteu o PEC 4 na mala, sem dar cavaco a ninguém, nem ao Cavaco. Seguiu para Bruxelas com a malinha na mão (não sei se a levava acorrentada) e sei, também, que no regresso diria: "comei e calai"!

 

DSC00846.jpg

 

Tal como esta minha amiga, vou ficar à espera

 

Mas havia mais! Vinham aí os grandes investimentos: novo aeroporto, nova ponte sobre o Tejo, TGV, ... e sabemos lá o que mais. A guerra dentro do PS era terrível. Todos queriam tomar posição na periferia dessas grande obras mas esqueceram-se que para Portugal as bolsas dos ricos fechavam-se intensamente. Não haveriam euros, rublos, patacas, ... prontos para sustentar o aumento da dívida em crescendo para alimentar uma política falhada. Por isso, e bem, a Assembleia da República tirou o tapete ao tal que tanta coisa tinha prometido. 150.000 empregos, recordam-se? Mas a única coisa que fez foi aumentar os funcionários para votarem nele: " vota Sócrates"! Mesmo que não queiramos temos mesmo de falar no homem mas a culpa não é só dele. É de todo o PS. Todos se chegavam em bicos de pés para se posicionar para os eventos de sonho. Viriam uns troquinhos de Bruxelas e depois logo se veria.

 

Não é por acaso que toda a brigada do reumático se posicionou para correr com o António José Seguro. Precisavam apenas de um testa de ferro respeitado e escolheram António Costa, o homem que tinha prometido aos lisboetas ficar à frente da Câmara de Lisboa até ao fim do mandato. Mas o poder, ai o poder! Lembram-se da D. Luísa de Gusmão? "Vale mais ser rainha um dia que Duquesa toda a vida"? É isso mesmo. O poder corrompe todas as cabeças por muito válidas que elas sejam. Não há Costa nem costado nenhum que lhe vire as costas.

 

No ano passado, em Arcos de Valdevez, perguntei a um ex-deputado do PS que o PS do José seguro substituiu nas listas ou, pelo menos, não o colocou nelas. Perguntei-lhe o que pensava da luta entre Seguro e Costa. Disse-me: "o problema não é o António Costa, o problema é o que está por trás dele. Eles querem o poder a toda a força". Ora eu acredito que sim. Os portugueses estão fartos de levar lambada e há sempre apetência para correr com o Governo no poder, mais ainda, quando nos metem, no lado oposto um homem que julgamos ter credibilidade. Mas terá assim tanta? Não me parece. Tenho ouvido atentamente os protagonistas que posso, especialmente o António Costa. Sabem qual foi a única frase sonante que eu lhe ouvi? Foi esta: "estamos aqui para correr com eles"!

Sim foi isto. Só lhe faltou dizer aquilo que eu pensei no momento: "se corrermos com eles, depois logo se vê"! Não disse mas estava lá. Tudo o que foi para além disso? ... Apenas promessas!

 

DSC00836.jpg

 

Já que não vens cá acima, Ventor, brinca ou fica aí em baixo a ver-me brincar

 

Ao PS apenas interessa o poder. Não foi por acaso que durante 40 anos fez o FMI chegar a Portugal por três vezes. Até parece que têm um pacto com eles.

 

Eu sei que os partidos à esquerda do PS sonham alto. Sonham também com o poder, até o poder de poderem substituir o euro pelo velho escudo. O poder é mesmo uma tentação. Agora até o MRPP está com o PC. «Eu faço as notas, tu fases a distribuição». Será mais ou menos isso. Lindo não é?

 

Já viram que o António Costa até inventou ou foi-lhe impingido pelos seus conselheiros que foi este Governo que chamou a Troica? Se calhar o Teixeira dos Santos mentiu à gente quando disse mais ou menos isto: "devido aos acontecimentos (as torneiras fechavam-se) tive de pedir a intervenção da Troica"! Pois foi mas o António Costa devia estar muito ocupado com as sarjetas de Lisboa. O PS, neste país, depois do que tem feito, deveria ficar ao nível do PASOK - os socialistas gregos. Acho que não merecia mais que isso. Porém são os portugueses que decidem. Fico à espera para ver, enquanto a minha amiga águia me convida para assistir às suas brincadeiras.

 

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

publicado por Ventor às 21:51