Sou daqueles que têm atacado o José Sócrates como 1º Ministro de Portugal, pelas conversas que ouço nas tascas.

 

Porém, agora, ouvindo as mesmas ou outras conversas das tascas, eu vou contar aqui o que também ouço e que, por acaso ou por razão, são favoráveis ao mesmo José Sócrates. Isto apenas para dizer, a todos, que os meus ataques ao José Sócrates, são apenas o que realmente ouço e mais a minha maneira de ver a coisa.

Não sou socialista, nem sou anti-socialista e só lamento o que, de facto, acontece a este país que cada vez mais se encontra moribundo, com Sócrates e sem Sócrates.

 

Neste caso, com os calores abrasadores que nos têm atingido, deu-me para ir ver como ficaram as obras que transformaram, radicalmente, o Parque Central da Amadora.

O que estes senhores da Câmara conseguiram fazer, com tais obras, em nome dos Equipamentos Sociais, (voltarei cá), acho que é assim que lhe chamam, foi roubarem o lago aos cisnes! Os cisnes, os meus amigos Pingas, que eram o ex-libris do Parque Central, foram banidos do seu lago, em nome de nada e perdidos, para sempre, no Parque Aventura, em nome de nada também.

Mas a gente que temos à frente dos destinos do país e das autarquias, perdoem-me aqueles que consigam desmentir isto, não passam de reles caminhantes em nome de coisa alguma.

 

Nessa caminhada, pelo Parque Central, observei as misérias das belezas que deram cisnes de plástico ao povo e desterraram os cisnes reais, a melhor coisa que a Amadora tinha.

Mas enfim! Vocês lá os meteram, vocês são tão responsáveis quanto eles. Para mim, não passam de Zés-Ninguéns que sobrevivam à custa do Povo! Mas eu vou é falar da conversa de tasca que ouvi. No retorno, a casa e antes de lamentar perante o meu amigo Pingas a sorte que meia dúzia de PPSS... lhe reservaram, entrei numa tasca, para beber um Ice Tea, pois o calor era pedincha!

 

Como sempre, ouvi conversas de tascas mas, desta vez, os prós e os contras eram sobre o José Sócrates e a aplicação da "Golden Share", as quinhentas acções douradas que o Estado Português detém na Portugal Telecom.

Ora, todos sabemos que a responsabilidade dessas acções, como dizia um dos discursantes, não é do José Sócrates. Foi sim, de outros que ocuparam a "gamela" do Governo, noutros tempos e, para ser franco, nunca quis saber a razão da sua existência. E também não vi que, algum dos intervenientes nessa discussão, se tivesse preocupado com isso.

O que eles e eu sabemos e disso não temos dúvidas é que o José Sócrates, utilizou a tal "Golden Share". Todos, ou quase todos, os intervenientes na discussão, me perguntaram a minha opinião sobre o assunto e eu, claro, que nunca dediquei um minuto do meu tempo sobre esse tal assunto, cheguei à conclusão que ele fez bem. Foi um alvoroço!

 

Mas fez bem porquê? Perguntarão uns e porque raio ele não deixou as águas correr para Mombaça? Perguntarão outros. Eu vou esquecer aqui a conversa da tasca e vou dizer-vos o que pensei sobre o assunto perante aqueles célebres senhores da copo fonia.

Um dia, trabalhando arduamente, ouvi falar no nome de uma empresa brasileira de telecomunicações que a PT negociou lá pelos "brasis". Houve três engenheiros, homens meus amigos, quase putos, que estavam muito entusiasmados com essa empresa que julgo, nessa altura, passou a chamar-se Vivo.

"Ventor, vou para o Brasil"!

«Fazer o quê»?

"É um projecto enorme para fazer crescer a PT"!

 

Mas eles sonhavam! Sonhavam!

A PT não tinha, sozinha, capacidade financeira para levar, avante, projecto tão grandioso. E, um erro que então eu topei, levaram os responsáveis de então, na PT, a aliarem-se à Telefónica. Erro crasso!

Teria valido mais caminharmos de vagar do que correr. Talvez tivesse sido um êxito, hoje, sem a companhia daqueles que um amigo meu, chamava de "filhos da tal".

Nunca fui da opinião desse meu amigo, devido à tal raposa de Salamanca, mas hoje, pensando friamente, já estou quase convencido que ele tinha razão! Venderam-lhe raposa por cabrito, em Salamanca! Claro que não serão todos iguais, mas que alguns serão, lá isso serão! Cá também os há!

 

Mas voltando à "Golden Share", se ela existe, de facto, só poderá ser para ser usada. Alguém a fez e, se a fizeram, terá de servir para alguma coisa. O que eu não posso, não é com a acção do José Sócrates sobre a Golden Share. O que eu não posso, é com a atitude do Grupo Espírito Santo sobre o assunto. Poderia, se esse Grupo, atempadamente, decidisse vender, não enganando ninguém. Tal como o Granadeiro um dia disse, sinto-me encornado! Por isso, a única coisa que retiro desta Golden Share, é que, para mim, o Grupo Espírito Santo, não terá mais, moral para servir de exemplo, como eles se reclamam, para alguém. Apenas desejarei ao grupo Espírito Santo a caminhada que merecerem. Para mim, morreu!

 

Agora, com Golden Share ou sem Golden Share, o cerco está montado!

A política da Comunidade Europeia, está feita para servir os grandes. É esse liberalismo triturador que vai dar cabo de todos os que já nasceram pequenos e que, por qualquer azar, perderam ou foram levados a perder a vontade de lutar.

Boa luta Sócrates. Ao Grupo Espírito Santo, eu meti na fossa, ao Governo espero que continue a utilizar o ring, mesmo sendo, provavelmente, para ficar KO! Mas este país precisa de quem ocupe o ring. Se é verdade que eu não confio muito em ti, também não confio nos teus adversários. Eles estão divididos sobre a Golden Share e muitas coisas e creio não serem farinha que sirvam para alimentar as galinhas.

Vale sempre a pena lutar, mesmo que se perca!

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

publicado por Ventor às 22:59