Eu sei que estava na hora para o almoço mas, também sei que, muita gente, não consegue almoçar em paz e, muitos outros já nem almoço têm.

Nem pequeno almoço, nem almoço, nem jantar! Têm apenas de vez em quando, com sorte e, outros, só têm se lhe dão.

 

Mas o meu grito de "Está na Hora", não era (nesse momento) apenas pelo direito ao almoço. Era muito mais que isso!

Hoje, rodando rumo a casa, depois de umas compritas para a Despensa, senti-me demoníaco! Acho mesmo que o demónio mexeu comigo! Lembrei-me do gajo, aquele mendigo que comeu os ovos cozidos e os centavos que tinha não chegavam para os pagar ao estalajadeiro.

 

O estalajadeiro, teve pena do homem e disse-lhe que ficaria a dever os ovos e pagava-lhos quando voltasse a passar por lá. Mas o mendigo só voltou anos depois e foi prestar contas. Lá estavam os seus centavos lançados a crédito para um dia pagar. Porém, pelas vicissitudes da vida, o homem voltou tarde, o estalajadeiro já era outro e prontificou-se a pagar mas, a conta era, para as suas posses, astronómica. Astronómica devido à tal história que ovos dão pintos e galinhas que voltam a dar ovos e os ovos voltam a dar galinhas e assim por diante. O mendigo pediu ajuda a um advogado do Senhor da Esfera que, pelas leis em vigor, decidira que o estalajadeiro tinha razão e que, seria aquilo que teria de pagar depois das contas feitas.

 

O mendigo, aflito, pediu ajuda ao diabo que decidiu defender a sua causa.

No blá-blá-blá das razões judiciais, o advogado do estalajadeiro repetiu até à exaustão aquilo que o mendigo e todos já sabiam. Quando o diabo interviu, disse apenas isto: "oh, seu estúpido. Ainda não meteu nessa cabeça oca que os ovos cozidos não dão pintos"?

 

Tudo isto depois de ouvir na rádio que, os juros gregos atingiram o recorde de 25%, creio que a 10 anos, senti-me revoltado. Revoltado! Não me admirava nada que, dentro em breve, os gregos mandem toda essa gajada, esse bando de abutres receber o dinheiro às caves submarinas do meu amigo Poseídon ou, se preferirem à romana, Neptuno. Não sei bem o que fez a Islândia mas sei que fez alguma coisa e, até acredito, cada vez acredito mais, que os abutres (os animais) prestam belos serviços ao mundo, ao limpá-lo. Os outros abutres a que me refiro, não passam de uns "porcos" (sem ofensa para os porcos, que nos matam a fome) de uns quantos usurários que merecem uma resposta muito séria de todos os povos.

 

E, para isso, acredito que está na hora!

 

Hoje encontrei algo banal mas que acho giro e de que já me tinha esquecido.

Um azulejo azul e branco, num sapateiro benfiquista, dizia assim:

 

Só Adão e Eva

É que tiveram juízo,

Nenhum deles teve sogra,

E, viveram no paraíso.

 

Mas Adão e Eva, não tiveram muita coisa. Só precisaram das parras de figueira, o fio de cânhamo e o Paraíso, tinha o resto. Acredito que haja neste mundo, muita gente que preferirá esse paraíso do que o paraíso dos abutres que tentam limpar os gregos, os irlandeses e se preparam para nos limpar a nós, portugueses.

Essa dama bismarquiana, germânica, deve ter concluído que "estava na hora" para recuperar os fundos perdidos que nos levaram a sonhar europeu. Talvez esteja na hora! Mas, essa senhora e seus acólitos, deviam de saber que também "estará na hora" para não comprar nada alemão pois, o dinheiro não vai chegar. Neste mundo tudo se paga. Apenas será necessário varrer alguns acólitos.

Será que José Sócrates, uma vez na vida, vai cumprir a sua palavra? Ele disse, eu recordo-me, que não estava disponível para governar com o FMI. Espero que não, porque se estiver, terei, alguma vez de chamar estúpidos aos portugueses!

 

ESTÁ NA HORA!

***********************



Sei que não há homens perfeitos mas, também sei que há uns mais perfeitos que outros. Sempre admirei Abraham Lincoln e, a sua casinha de madeira, por tudo que li sobre ele. Achava, noutros tempos, que ele seria um bom Rei do Mundo

publicado por Ventor às 14:48